Aulas de Canto Sao Paulo –  Estudio Vocal Raphael Begosso

014 – O microfone muda a minha voz?

Muitas pessoas têm resistência em cantar com sistemas de retorno vocal (seja em ambientes de estúdio quanto em situações ao vivo) porque ouviram dizer em algum momento que o microfone muda a voz delas.

Será que isso é verdade mesmo?

Bom, em primeiro lugar gostaríamos de salientar que ajustar o retorno vocal para que uma pessoa se sinta confortável cantando é uma arte. E depende muito do próprio cantor e do técnico que está operando os aparelhos.

Isso porque algumas pessoas gostam de cantar com o retorno vocal com um volume muito alto, outras gostam de cantar com ele mais “dentro” dos instrumentos; alguns cantores gostam de se basear em um instrumento específico (geralmente piano, violão ou guitarras) e preferem que esses instrumentos fiquem com mais volume em seus retornos. Algumas pessoas, ainda, gostam que seu retorno tenha efeitos de reverb e delay enquanto outras preferem que seu retorno seja bem “seco”. As variáveis podem ser infinitas…

Um ajuste não muito bom do retorno pode fazer com que o cantor (mesmo profissional) se sinta realmente desconfortável e isso pode prejudicar muito sua performance.

Então o microfone realmente muda a nossa voz?

Estamos considerando aqui em nossos posts equipamentos de uma qualidade mínima. É mais ou menos óbvio que aquele microfone que vem nos karaokês mais baratos ou microfones embutidos de celulares antigos e computadores antigos provavelmente tratão cortes de frequência e perda de possibilidade dinâmica consideráveis.

Em outro post, já passamos em a dica de um microfone consideravelmente barato que ajuda muitos alunos nossos a estudarem ou a fazerem gravações caseiras (Samson C01 Pro Usb – mais ou menos $90). Esse é um microfone de gravação e não funcionará muito bem num contexto ao vivo. Um modelo muito usado para situações ao vivo é o Shure SM 58 (mais ou menos $99). Outros que funcionam muito bem num show ou evento são o Beta 58 da Shure (mais ou menos $160), o Audio-Tecnhnica AE-4100 (mais ou menos $190) e o Sennheiser e945 (mais ou menos $220). Se você quiser um microfone para a vida toda, considere o Neumann KSM 105 (mais ou menos $700).

Considerando os equipamentos dos quais falamos anteriormente e outros de qualidade semelhante, o grande problema é que a maioria das pessoas não sabe como os outros as ouvem. Isso porque quando nós nos ouvimos sem microfones as vibrações das pregas vocais ressoam na garganta e na boca e são transmitidas ao ouvido interno pelos ossos da cabeça. Isso é diferente de uma gravação ou de quando ouvimos a voz de outras pessoas – nesse caso, os sons chegam ao nosso ouvido apenas através de vibrações que viajam pelo ar.

Quando estamos nos ouvindo com um microfone ao mesmo tempo em que estamos cantando é verdade que ainda temos alguma transmissão pelos ossos da cabeça, mas ganhamos uma referência muito maior com o som que vem das caixas de som ou dos fones de ouvido.

E como achar o retorno ideal para mim?

Como dissemos, os equipamentos fazem muita diferença. Não só os microfones, mas também toda a cadeia em que eles estão ligados (pré-amplificadores, conversores, compressores, equalizadores entre outros efeitos) e o meio pelo qual você está ouvindo sua voz (fones de ouvido ou caixas de som).

Mas tem uma coisa muito importante que a maioria das pessoas esquece: a habilidade do cantor em comunicar ao técnico a maneira como ele quer que esse retorno seja configurado. E aqui não há muito como fugir do tempo de experiência: quando mais você cantar com retorno, mais se conhecer como cantor, mais ensaiar e mais gravar, melhor será sua orientação ao técnico.

Então fuja desse lugar comum de falar que “o microfone” muda a sua voz e que você não sabe cantar no microfone e ensaie mais com retorno, e se grave mais. Nas primeiras vezes em que você fizer isso, você vai estranhar e provavelmente não vai gostar do resultado, mas conforme o tempo passa você vai ver que é assim que você vai se tornar o cantor que você sempre quis ser.

0 Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *